06 junho 2007

Ghost Policy

Acredito que em várias situações que aparecem, era melhor ser um fantasma. Aquele que passa despercebido e não mexe em anda, ninguém vê, não deixa rastro, não incomoda.

Muitas vezes, eu já quis que os outros fossem fantasmas – de preferência mudos. Mas hoje é um dia em que eu gostaria de ser um fantasma. Fantasma que não come, não bebe, não suja, não gasta, não entra em conflito.

Você faz tanta coisa tentando acertar e, quando vê, correu em círculos, voltou para um mesmo ponto no qual se viu há, digamos, um ano. Como uma cadela, que tem um ciclo anual e, em todo mês X, fica no cio querendo dar loucamente.


Um ano a mais, e a mesma bagunça de sempre. A única diferença é que os problemas custam mais caro. Sortudos são os fantasmas.

It's burning me up
I've heard it enough
I won't let your lousy reputation throw me off

1 Comentários:

Blogger Bia disse...

Eu adoraria ser um fantasma!!!!
Mas um fantasma que come e bebe... e não gasta dinheiro e nem entra em conflitos!
Quer dizer, talvez eu me dê melhor se eu não beber tb... Já que vc não quer MESMO tomar um cerveja comigo, né!!!!!
Tô indo pro JUCA daqui umas horinhas..vc deveria ir tb...vai ser demais!!!
Beijinhos
Bia (bisnaga!!!)

3:48 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial